Meus Sermões

CULTIVANDO A VIDA INTERIOR

Provérbios 4.23

 

Introdução

Lendo este provérbio em duas versões diferentes da Bíblia, dá a impressão que estamos lendo dois versículos diferentes.

Na NTLH lemos: “Tenha cuidado com o que você pensa, pois a sua vida é dirigida pelos seus pensamentos”.

 

E na RC, versão mais antiga da Bíblia, lemos: “Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as saídas da vida”.

 

Mas note, que não lemos versículos diferentes... a referência é a mesma: Pv 4.23; então, vamos procurar entender esse provérbio.

 

Tomando o texto da versão Revista e Corrigida, o que você deve guardar? ...o coração, porque está escrito: “Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração”.

O que é o coração? ...pergunte pra pessoa ao seu lado!

 

Muito provavelmente, você pensou nesse músculo que bate dentro do peito e que é essencial à vida.

 

Quase todas as pessoas pensam no coração como o órgão que bombeia o sangue que contém oxigênio e nutrientes para o corpo.

 

Mas, aqui no Antigo Testamento, o coração não era só isso.

A palavra coração era usada para designar a sede dos pensamentos, dos sentimentos e da vontade... tudo aquilo que hoje atribuímos ao cérebro, no passado era atribuído ao coração.

 

Mas ainda hoje costumamos falar do coração como sendo a parte dos nossos sentimentos, nossas emoções, pensamentos e vontade.

 

Por exemplo, você está apaixonado, qual é o símbolo desse sentimento? ...o coração! E o que tem de caderno escolar com coraçãozinho desenhado... capa de Bíblia também!

 

Quando você tem que fazer uma coisa mas está faltando vontade, o que você diz? ...”meu coração não está pedindo!

 

Então veja: o que este provérbio está fazendo é se referir à sede dos nossos desejos, dos nossos pensamentos e sentimentos.

Por isso que na NTLH, ao invés de ler “Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração”, o que se lê é: “Tenha cuidado com o que você pensa”.

 

O coração aqui é a central, é a sede, dos nossos propósitos, desejos, determinações e sentimentos.

 

E o que mesmo a Bíblia está mandando fazer com o coração? ...guardar. Diga à pessoa ao seu lado: “Você tem coração? Então, guarda ele!”

O que é guardar o coração?

 

Guardar é vigiar, é tomar conta, é cuidar bem, é colocar segurança para que ninguém entre sem autorização.

 

O conselho da Bíblia então, é para que você vigie o seu coração, isto é, para que você vigie a sede dos seus pensamentos, dos seus sentimentos, das suas vontades.

Esse conselho é para que você esteja alerta... assim como um soldado que vigia a porta do quartel – vigie a sede dos seus sentimentos e pensamentos.

 

Fique atento para aprender as verdades que são ensinadas e atento para não deixar que coisas erradas e ruins, se alojem no seu coração.

 

Você não guarda com muito cuidado as coisas de que gosta?

Tem coisas que você não quer que ninguém mexa nelas (não é assim?) ou que as mude de lugar...

 

Da mesma maneira, como você guarda bem as coisas de que gosta, você deve mais ainda se dedicar a guardar o seu coração, porque ele é mais importante do que tudo – é a sua vida interior, é a sua intimidade.

 

Preserve a sua intimidade – não fique escancarando a sua vida, o seu coração pra todo mundo, não!

 

Se você usa sites de relacionamentos, cuidado com o que expõe no Blog, Orkut, MSN... e se a sua Internet é a janela ou o portão de casa, ou o telefone, cuidado com o que fala para a vizinhança! ...porque o seu coração deve ser, a Bíblia diz, guardado.

 

Agora, quem é que vai guardar o seu coração?

Só você mesmo pode cuidar dos seus pensamentos, dos seus sentimentos e das suas vontades...

 

Ninguém pode fazer isso por você... mesmo que os pais dêem conselhos, ou a esposa ou o marido, só você pode saber o que está no seu coração.

 

Só você pode determinar se nele ficarão coisas boas ou coisas ruins.

 

E, por qual razão devemos guardar o coração?

É porque, a Bíblia diz neste provérbio, que “...a sua vida é dirigida pelos seus pensamentos”... a Bíblia fala que do coração “procedem as saídas da vida”.

 

O coração, como músculo que bombeia o sangue, é necessário à vida, é fonte de vida!

 

E tomado como sede do pensamento, da vontade e do sentimento, nosso coração é a fonte do comportamento, das palavras e das reações.

 

Há pessoas que se comportam muito mau, são indecentes, gesticulam de modo obsceno... outras falam coisas impuras, xingam... reagem com grosseria, com orgulho...

 

E muitas vezes ficamos perguntando: como pode? ...é uma moça bonita, um rapaz de boa formação, uma pessoa bem empregada...

 

Mas por que não sabe guardar o coração, entra tudo para dentro dele: mentiras e verdades, coisas limpas e sujas...

 

Jesus comparou o coração a um tesouro que pode ser bom ou mau.

Se o coração é bom, então, é o bom tesouro e dali, a pessoa vai tirar coisas boas e corretas... mas se o coração é mau, dali a pessoa tira coisas ruins e erradas.

 

Veja essa palavra de Jesus em Mt 12.35: “A pessoa boa tira o bem do seu depósito de coisas boas, e a pessoa má tira o mal do seu depósito de coisas más”. E note que Jesus falava do coração, v.34.

 

De coisas erradas, indecentes, sujas, guarde o seu coração. Amém?

 

Agora, você deve estar se perguntando: Como posso guardar o meu coração?

Vou dar pra você algumas sugestões que eu mesmo vou usar.

1) Para guardar o coração é preciso que você tenha temor por Deus, fazendo o que está escrito em Pv 3.5: “Confie no Senhor de todo o coração e não se apóie na sua própria inteligência”.

 

2) Para guardar o coração é preciso estudar a Bíblia, a Palavra de Deus... colocar a Palavra de Deus dentro do coração para obedecer, conforme lemos do salmista ter feito: “Guardo a tua palavra no meu coração para não pecar contra ti” (Sl 119.11).

 

Para guardar o coração é preciso evitar todas as coisas más e pecaminosas... más companhias, maus sites, maus filmes... a rebeldia, a malcriação...

 

Para guardar o coração é preciso examinar-se regularmente, fazer uma checagem no coração, para ver o que você está abrigando em seu coração: pensamentos maus, sentimentos indevidos...

O apóstolo Paulo deu um conselho sobre o que colocar no coração, coisas sobre as quais pensar, porque delas irão jorrar bons comportamentos, boas ações, sentimentos e desejos corretos.

 

Ele escreveu (Fp 4.8): “...meus irmãos, encham a mente de vocês com tudo o que é bom e merece elogios, isto é, tudo o que é verdadeiro, digno, correto, puro, agradável e decente”.

 

Conclusão

Agora examine o seu coração: estas coisas que o apóstolo Paulo aconselhou, estão no seu coração?

Por quê?

 

O seu comportamento, jeito de falar, tem mostrado isso?

 

Por favor, o que o Senhor falou pra você hoje? ...compartilhe com alguém.

 

 

 

Pr Walter Pacheco da Silveira, 28/11/2007